Os deputados aprovaram na sessão matutina desta quarta-feira, 17, requerimento de urgência, de autora do deputado Zé Roberto (PT), que solicita realização de audiência pública para debater a Educação Inclusiva no Tocantins.

O debate, a ser mediado pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto, deverá ocorrer no próximo dia 31, às 18 horas. “Uma vez que a educação inclusiva deriva do direito de todos de frequentar uma escola pública de qualidade, e de ter suas necessidades específicas de aprendizagem atendidas pela instituição de ensino, apresento a essa solicitação”, argumentou Zé Roberto.

Também por meio de requerimento, em regime de urgência, Alan Barbiero (PSB) solicitou informações à Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas) sobre o andamento da construção do Plano Estadual dos Direito da Pessoa Idosa.

Por sua vez, a deputada Luana Ribeiro (PDT) requer junto à Secretaria de Segurança Pública do Estado a designação de um Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote) para atuação na cidade de Araguaína, norte do Estado.

O deputado Stalin Bucar (PPS) teve aprovado pedido no qual cobra da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente informações e solução para o caso da menina Laura Oliveira, desaparecida desde o dia 9 de janeiro de 2016, no Setor Lago Sul, em Palmas. Já o deputado Toinho Andrade (PSD) solicitou ao Governo a estadualização da Saúde e a implantação de um polo da Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) no município de Natividade, no sudeste do Estado.

O retorno das obras da Escola Estadual de Tempo Integral Getúlio Vargas, em Ananás, no Bico do Papagaio, foi pedido por Wanderlei Barbosa (SD) ao governo do Estado. Também foram propostas pelo parlamentar licenciado, Vilmar de Oliveira (SD), Moções de Aplauso a vários presidentes de Câmaras Municipais do Estado. (Elpídio Lopes)