Pelo menos nove deputados estaduais participaram da solenidade de promoção de 1.541 policiais militares e 186 bombeiros militares por critérios de merecimento, antiguidade e escolha e a concessão de aposentadorias a outros 152 policiais militares e bombeiros. O evento foi realizado no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas, na noite desta segunda-feira, 22.

Participaram da solenidade, além do presidente da Casa de Leis, Antonio Andrade (PHS), os deputados Amélio Cayres (SD), Luana Ribeiro (PSDB), Ivory de Lira (PPL), Fabion Gomes (PR), Claudia Lelis (PV), Olyntho Neto (PSDB), Valderez Castelo Branco (PP) e Vanda Monteiro (PSL).

Antônio Andrade destacou a importância das promoções. Para ele, elas representam a realização de um sonho. “Foi um sonho que se tornou realidade e representa dignidade para cada um desses militares que teve o seu direito garantido, e parabenizo o governador Mauro Carlesse por essa determinação com que vem conduzindo o Estado”.

Fortalecimento

Para o Governo do Estado, as promoções são essenciais para o funcionamento e fortalecimento da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros, já que postos e graduações são definidos em lei como critérios para ocupação de cargos efetivos, bem como, de comando, chefia e direção.

Segundo o governador Mauro Carlesse (PHS), as promoções foram concedidas dentro da legalidade e representam o resgate de um compromisso com as duas corporações. "É um compromisso que cumprimos com a nossa PM e o nosso Corpo de Bombeiros. O meu compromisso é fazer com que as demandas sejam atendidas e garantir os direitos dos nossos militares", disse.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Reginaldo Leandro da Silva, essas promoções antecipadas representam o compromisso do governador Mauro Carlesse com a corporação. “Essas promoções representam a confirmação da sua palavra empenhada com os bombeiros”, comemorou, lembrando que a tropa está pronta para atender com excelência as demandas da população nas mais diversas áreas de atuação da corporação.

Economia

De acordo com informações da Secretaria Estadual da Comunicação (Secom), a economia do Estado com os policiais que vão se aposentar dará para pagar a promoção dos demais PMs e ainda haverá um superávit de cerca de R$ 4 milhões, enquanto que com os bombeiros a estimativa é de desoneração da folha de pagamento em cerca de R$ 230 mil por mês. Segundo o Corpo de Bombeiros, os militares que vão se aposentar pertencem ao efetivo administrativo, o que não afeta o efetivo operacional de atendimento à população. (Rubens Gonçalves – Com informações da Secom/TO)