Delegado Rérisson quer ação de enfrentamento ao crime organizado

Por Ascom dep. Del. Rérisson
09/10/2019 15h02 - Publicado há 6 dias
Delegado Rérisson é recebido pela Delegada Geral da Polícia Civil Maria Raimunda
Delegado Rérisson é recebido pela Delegada Geral da Polícia Civil Maria Raimunda
Ascom dep. Del. Rérisson / HD

O enfrentamento e combate à criminalidade cada vez mais presente no município de Araguaína e região foi a pauta de uma série de audiências eu o deputado Delegado Rérisson teve durante todo o dia nesta terça-feira, 8, com representantes das forças de segurança presente no Estado.

A primeira reunião foi com a delegada geral da Polícia Civil Maria Raimunda Bezerra, que recebeu das mãos do parlamentar convidando-a a compor uma força tarefa, que além de combater o crime também terá por objetivo devolver à população daquela região a sensação de segurança, perdida devido a ação do crime organizado que, segundo ele, tem tomado proporções cada vez maiores.

O mesmo convite foi apresentado ao comandante geral da Polícia Militar no Tocantins Coronel Jaizon Veras Barbosa. Na ocasião, eles falaram sobre a necessidade de integração entre a Polícia Militar e a Polícia Civil para que o trabalho de ambas as corporações possa ter resultados mais efetivos no que diz respeito às atividades de garantir segurança à população de todo o Estado.

Na parte da tarde, o deputado Delegado Rérisson foi recebido pelo superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Hallison André de Araújo Melo, onde tratou do mesmo assunto e recebeu dele o comprometimento em participar da ação e contribuir com seu efetivo para devolver a paz e a ordem ao município de Araguaína e região.

Na Polícia Federal, o deputado Delegado Rérisson protocolou o ofício, com o mesmo apelo apresentado aos demais representantes das forças de segurança do Estado. Também foi encaminhado um documento ao governador Mauro Carlesse pedindo seu apoio para que o trabalho conjunto das corporações logre êxito no enfrentamento à criminalidade.

“É nosso dever como representantes das forças de segurança, como representantes do povo e também como cidadãos lutar com as condições que nos são garantidas para que toda a população possa ter seus direitos resguardados, livre de ameaças de qualquer tipo de violência”, afirmou o delegado Rérisson.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS