Zé Roberto comemora vitória de Lula contra crime organizado e diz que irregularidades serão punidas

Por Fábio Coêlho - Ascom Zé Roberto
22/11/2022 13h40 - Publicado há 14 dias
Deputado alerta que Tocantins teve centenas de denúncias
Deputado alerta que Tocantins teve centenas de denúncias
Silvio Santos - Dicom Aleto / HD

Gasto ilegal bilionário na campanha de Bolsonaro é a denúncia do deputado estadual Zé Roberto (PT), feita na manhã desta terça-feira, 22, na Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto). Ele destacou ainda, que o Tocantins foi o estado que, proporcionalmente, mais teve denúncias de crime eleitoral praticados pelo empresariado.

“Não disputamos uma eleição, houve uma verdadeira operação de guerra, de fraude, de crimes eleitorais perpetrados pelos milicianos que estão no poder”, avaliou o deputado ao informar que no Tocantins foram centenas de crimes denunciados e mais de 100 denúncias ainda estão em fase de preparação.

“Das eleições que enfrentamos, essa foi muito mais que uma eleição. Enfrentamos crimes eleitorais praticados por diversos empresários desse estado, enfrentamos o recurso absurdo disponível nessa campanha, e por isso o presidente Lula foi candidato, porque nós sabíamos o que íamos enfrentar”, ressaltou Zé Roberto, ao relatar que as denúncias permeiam crimes eleitorais de pressão contra trabalhadores, demissões, chantagem, aliciamento financeiro. 

“Tudo isso nós enfrentamos, o governo miliciano nesses últimos meses antecipou quase 400 bilhões em dinheiro e estima-se, que com o financiamento ilegal essa campanha do miliciano gastou R$ 11 bilhões e olha que o limite é menos de 300 milhões de reais”, explicou Zé Roberto.

Com a eleição do Presidente Lula, o deputado estadual relatou que o projeto é “lutar para retomar o nosso país e a normalidade''. Zé Roberto destacou que a pacificação do país é uma luta do governo eleito, mas para ele “pacificar esse país significa punir essa horda de criminosos, que vai ter que responder pelas mais de 500 mil mortes na pandemia e por todo mal que fez à nossa população”.

O deputado acertou que há esperança para a população brasileira e lembrou que “dia primeiro de janeiro vamos estar em Brasília e vamos implementar uma série de revogaços de crimes, que foram cometidos, e assim, devolver a normalidade ao país, de respeito de políticas e recuperação da estima do povo do nosso Brasil”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS