Com pedido de Zé Roberto, famílias do Tocantins devem ter auxílio de 250 reais

Por Ascom Zé Roberto
17/03/2021 16h51 - Publicado há 25 dias
Deputado propõe ações práticas de combate à pandemia
Deputado propõe ações práticas de combate à pandemia
Dicom Aleto / HD

Um programa de transferência de renda e pelo menos 200 mil doses de vacinas para a população, foram os requerimentos do deputado estadual Zé Roberto Lula (PT) aprovados nesta terça-feira, 16, e entrevista à TV AL o parlamentar frisou que seu pedido se faz necessário, tendo em vista a ineficiência das ações do governo federal no combate à pandemia. 

“Nossa demanda é junto ao governo do Estado para que crie um programa de transferência de renda para as nossas famílias tocantinenses que precisam de ajuda. Propusemos que o estado crie o Programa Tocantins Solidário, com um auxílio mínimo de R$ 250 por seis meses. O governo estadual tem condições e precisa fazer isso para proteger o povo tocantinense”, argumentou o deputado.

O outro requerimento aprovado diz respeito à aquisição de 200 mil vacinas para a população. “O governo precisa adquirir as vacinas e imunizar ao menos todas as pessoas com 60 anos ou mais e todos os profissionais da Saúde. Estamos vendo a irresponsabilidade do governo Bolsonaro, os casos aumentando, enquanto vimos que no mundo, em todos os países, onde a vacinação já avançou e as pessoas com mais de 60 anos estão imunizadas, as mortes, internações e a dor causada pela pandemia, reduzem”, apontou Zé Roberto Lula. 

Comportamento

Para o deputado Zé Roberto é preciso que o governo federal mude de comportamento para frear a pandemia, deixando os médicos e a ciência orientar o que fazer. “Não adianta mudar de ministro, é preciso mudar o comportamento, mas como Bolsonaro não vai fazer isso, é preciso que a sociedade, os governos estaduais e municipais ouçam a ciência a atuem mutuamente em favor e na defesa da vida”, ponderou.

Zé Roberto Lula lembrou que hoje no Tocantins 3,8% da população foi vacinada e 37% das vacinas que chegaram aos municípios ainda não foram aplicadas. “É preciso agir todos juntos, governo federal envia vacina, governo estadual recebe e distribui aos municípios, que fazem as doses chegarem o mais rápido possível à população”, pediu o parlamentar ao informar que vai pedir informações sobre a vacinação em cada município tocantinense, no sentido de garantir a união de esforços com o Legislativo para que cada vez mais tocantinenses recebam as vacinas. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS