A oitava localidade a receber a reunião da Comissão Especial de Estudo para o Novo Ordenamento Econômico, Administrativo, Social e Político do Tocantins (Cenovo) da Assembleia Legislativa, Paraíso do Tocantins deu importante contribuição para a construção do novo ordenamento do Estado. A reunião aconteceu na tarde de sexta-feira, 18, na União Educacional do Médio Tocantins (Unest) com a presença de um grande público formado por universitários, professores, representantes de entidades sociais, servidores públicos e líderes políticos. Na oportunidade a Comissão recebeu além de reconhecimento pelo estudo que vem realizando, cobranças para que o Legislativo insira as demandas da região nas leis orçamentárias do Estado.

Entre as sugestões mais comentadas com vistas a atender Paraíso e cidades vizinhas, está a conservação e recuperação de mananciais, coleta seletiva do lixo, construção da Unitins de Paraíso e a pavimentação das estradas que ligam Paraíso a Porto Nacional e à Chapada Areia, e a conclusão do Hospital Regional de Paraíso. A população denunciou que a estrutura inacabada HRP está servindo como criadouro de insetos, mosquitos da dengue e espaço para esconderijo de marginais, avaliado como uma questão de saúde pública e social na cidade.

Um orçamento feito a partir dos desejos da cidadania foi o que defendeu o deputado Paulo Mourão (PT), presidente da Cenovo. “O que foi discutido na comissão tem que prevalecer e virar lei, tem que se parar de fazer orçamento só com o desejo do Governo, o orçamento tem que ser feito pelo desejo da cidadania”.

Mourão defendeu investimentos em políticas de ciência e tecnologia, educação, saúde e segurança pública. Classificou a questão ambiental como grave, e defendeu um projeto de recuperação das bacias hidrográficas. “Paraíso deu um exemplo de cidadania, com auditório lotado e a participação efetiva da sociedade organizada, entidades representativas de todas as categorias produtivas”, ressaltou.

O relator da Cenovo, deputado Osires Damaso (PSC), destacou que o que já foi feito no Estado está aquém do necessário para uma boa gestão. Ele disse que na Comissão a população tem a oportunidade de expor o que entende ser preciso para a construção de um Tocantins mais justo.

Também como relatora da Comissão a deputada Valderez Castelo Branco (PP) destacou a importância ouvir a sociedade. “É com ações como esta, com a participação da juventude e da sociedade, que vamos coletar ideias para incluir na LDO, na LOA e a partir de 2018 garantir um orçamento participativo e que atenda as necessidades da sociedade”, avaliou.

O deputado licenciado Ricardo Ayres (PSB) afirmou que somente ouvindo a população sobre suas demandas será possível construir um novo Tocantins, reorganizado sua gestão e o seu destino.

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), presente na reunião, além de parabenizar a Cenovo, sugeriu que os deputados estipulem e não deixe para o Governo decidir o valor do recurso a ser destinado aos municípios, referente ao empréstimo solicitado pelo Governo à Caixa Econômica, no valor de R$ 453 milhões, em tramitação na Assembleia.

Entre os participantes do encontro estavam também o vice-prefeito de Paraíso, Celso Morais, representando o prefeito Moisés Avelino (PMDB); o presidente da Câmara de Paraíso, vereador JC (PMDB); vereador de Palmas Tiago Andrino, representando a UVT; o defensor público Leonardo Coelho; o sub-procurador geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior e o vice-presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Severiano Costandrade.

Nova reunião

A próxima reunião será no município de Guaraí, no próximo dia 31 de agosto, às 14 horas. As sessões itinerantes da Cenovo já passaram pelos municípios de Palmas, Gurupi, Porto Nacional, Araguaína, Araguatins, Arraias, Dianópolis e Paraíso. (Elpídio Lopes)