Como parte da programação do Outubro Rosa, a Assembleia Legislativa promoveu nesta quinta-feira, 18, duas palestras com temáticas voltadas às mulheres: uma sobre envelhecimento saudável e outra sobre sexualidade.

Com o tema “Saúde da Mulher e Maturidade”, a médica geriátrica Ana Paula Freury falou sobre o que chamou de “feminização” do envelhecimento. Para ela, o fenômeno está associado, entre outros fatores, ao cuidado que a mulher tem com a própria saúde.

De acordo com dados do IBGE, as mulheres são maioria expressiva nesse grupo, com 16,9 milhões (56% dos idosos), enquanto os homens idosos são 13,3 milhões (44% do grupo).

Já a médica sexóloga Natália da Costa Barros falou sobre a necessidade da desconstrução de preconceitos e tabus que ainda persistem sobre a sexualidade. “Infelizmente, as pessoas não têm o hábito de falar sobre sexualidade, e lembramos que sexualidade não é sexo, necessariamente. A sexualidade é intrínseca à nossa pessoa, ao nosso bem estar e à nossa qualidade de vida”, disse.

A palestrante parabenizou a iniciativa da Assembleia em promover esse tipo de discussão para servidores da Casa e o público externo. “Esta ação da Assembleia é algo diferenciado. Isso é muito importante para que as pessoas tenham acesso a estas e outras informações, pois só a informação desconstrói tabus e preconceitos”.