Antonio Andrade e demais deputados lançam sinal da TV Assembleia em Dianópolis

Por Rubens Gonçalves/Com informações Secom-TO
29/06/2022 21h30 - Publicado há 1 mês
Presidente da Casa defendeu também implantação do curso de Medicina no câmpus da Unitins na cidade
Presidente da Casa defendeu também implantação do curso de Medicina no câmpus da Unitins na cidade
Joelma Cristina / HD

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Antonio Andrade (Republicanos), acompanhado do governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) e de outros três deputados estaduais, lançou nesta quarta-feira, 29, o sinal digital da TV Assembleia em Dianópolis, região sudeste do Estado – que já pode ser sintonizado canal 51.3 HD. O evento aconteceu durante a solenidade de apresentação do projeto arquitetônico do novo câmpus da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) na cidade e assinatura para abertura licitatória da obra.

Atualmente a TV Assembleia já cobre 70% dos lares tocantinenses, podendo ser sintonizada em Palmas, Araguaína, Gurupi, Paraíso e, a partir de agora, Dianópolis. Em seu discurso, Antonio Andrade destacou que, além dos trabalhos dos parlamentares, os dianopolinos passam a ter acesso a programas informativos, culturais e ações de outras instituições, como do Ministério Público Estadual, Defensoria Pública do Estadual, Tribunal de Contas do Estado, entre outros. “Além disso, os tocantinenses vão ter acesso – por meio da TV, a partir de agosto –, a cursos preparatórios para concursos públicos e o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio]”, informou.

No câmpus

De acordo com o reitor da Unitins, Augusto Rezende, o novo câmpus em Dianópolis possibilitará à instituição ter estrutura própria, que hoje funciona em prédio cedido pela prefeitura. Também proporcionará a ampliação de atendimento da universidade, com a expectativa de que passe de 850 alunos matriculados por ano para 1.500 acadêmicos.

“O projeto arquitetônico desenvolvido é moderno, obedecendo todos os critérios da constituição de um câmpus homologado pelo Conselho Estadual de Educação e pelo MEC [Ministério da Educação] em 5.500 m² de área construída com quatro blocos, 30 salas de aulas, três laboratórios, auditório 150 pessoas, área de convivência, biblioteca com mais de 200 m², rampas de acessibilidade, cantina, pátio coberto e banheiros adaptados, trazendo um melhor conforto para o aprendizado”, ressaltou o reitor, acrescentando que o projeto prevê investimento de R$ 12 milhões.

Parceria

Atualmente a Unitins conta com cinco câmpus: Palmas, Paraíso, Dianópolis, Augustinópolis e Araguatins. A tendência é aumentar esse número e a oferta de cursos. Em seus discursos, todas as autoridades presentes lembraram que a Assembleia tem tido papel fundamental no fortalecimento da instituição.

Exemplo disso foi a aprovação – nesta Casa de Leis, no final do ano passado – da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 05/2021, que destina 1% da Receita Corrente Líquida do Estado para o orçamento anual da Unitins, garantindo a regularidade orçamentária para a manutenção e expansão da universidade.

Demandas

Atualmente o câmpus de Dianópolis oferece os cursos de Administração, Direito e Ciências Contábeis. Mas os deputados querem mais. Cláudia Lelis (PV) e Leo Barbosa (Republicanos) solicitaram a implantação de um curso de Turismo, já que o município integra a região das Serras Gerais, composta de rios de águas caudalosas, cachoeiras, lagoas, cânions, cavernas, mirantes e vales. Já Ricardo Ayres (Republicanos) lembrou sua luta pela criação da universidade, bem como projeto de sua autoria, aprovado pela Assembleia, que garante 50% das vagas aos alunos oriundos da rede pública de ensino.

Medicina

A criação e implantação do curso de Medicina foi outra demanda dos deputados. Caso haja viabilidade, garantiu Antonio Andrade, ele destinará para este fim R$ 1 milhão por meio de suas emendas parlamentares. Tanto ele quanto o reitor da Unitins, Augusto Rezende, lembraram os parlamentares estaduais destinaram R$ 4 milhões para o câmpus de Augustinópolis, região do Bico do Papagaio, o que garantiu a implantação desse curso naquele município.

Governador

O governador Wanderlei Barbosa tratou a ocasião em Dianópolis como um dia histórico para o Estado. Ele garantiu que, uma vez que o novo câmpus estiver pronto, a universidade focará em garantir o curso de Medicina para a região sudeste do Tocantins. “A Unitins tem liberdade para propor projetos. É uma instituição parceira do Governo do Tocantins, mas esse prédio será finalizado prevendo a instalação do curso de Medicina, que aquecerá a economia da cidade e trará profissionais qualificados para a região. Será um legado da gestão estadual”, afirmou.

Participações

O evento reuniu, além das autoridades já citadas, prefeitos e vice-prefeitos, secretários de Estado, vereadores, ex-prefeitos e ex-vereadores, lideranças políticas locais e regionais, professores, servidores e acadêmicos da Unitins.