Implantação de Campus da Unitins em Paraíso é discutida em audiência pública

Por Maisa Medeiros
24/04/2019 19h28 - Publicado há 2 meses
Ricardo Ayres foi o propositor do evento
Ricardo Ayres foi o propositor do evento
Clayton Cristus / HD

Em atendimento ao requerimento do deputado Ricardo Ayres (PSB), a audiência pública sobre a implantação em Paraíso do Campus da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) foi realizada na manhã desta terça-feira, 23, na Comissão Permanente da Educação, Cultura e Desporto, com o objetivo de debater o processo de estruturação do polo de ensino superior.

Presidida pelo deputado Professor Júnior Geo (PROS), a reunião contou com a participação dos vereadores e do prefeito interino de Paraíso, Celso Moraes, da diretora regional de Ensino, Meyrivane Arraes, da secretária executiva do Conselho Estadual da Educação (Seduc), Joana D’arc, do reitor da Unitins, Augusto Rezende, e do pró-reitor Daniel Bardal, além de secretários municipais.

A diretora regional apresentou alguns pontos abordados pela Comissão de Implantação da Universidade, como estudo financeiro, demanda de cursos que poderão ser criados, como os de Agronegócio e de Ciências Contábeis, além da possibilidade de adaptação de colégio estadual da cidade para funcionamento da instituição, enquanto aguarda a construção de sede própria em terreno já doado para essa finalidade.

Em seus discursos, o prefeito e os vereadores de Paraíso destacaram a necessidade do polo universitário na cidade e a crescente demanda de jovens interessados em ingressar em uma faculdade pública e gratuita, bem como do fundamental apoio do Legislativo no processo. Eles argumentaram que a medida vai alavancar o desenvolvimento da região do Vale do Araguaia, que engloba 18 municípios, e que a população espera que tudo ocorra ainda neste ano.

O deputado Ricardo Ayres enfatizou que o orçamento deste ano já prevê recursos para despesas iniciais do novo polo da Unitins, e que os parlamentares estão empenhados em destinar emendas para esse objetivo.

Já o presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade (PHS), anunciou a destinação de emenda de sua autoria de R$ 150 mil para a criação do polo, e prometeu apoio junto ao Executivo para que o processo avance. “Em virtude da importância da universidade para a região, não há justificativa para o adiamento da implantação. Mesmo com todas as dificuldades, a faculdade pública precisa ser estruturada”, concluiu o deputado.

No final do debate, foram feitos os encaminhamentos devidos para acelerar o processo de expansão da Unitins. Ficou definido um prazo de 60 dias para a entrega de relatório da instituição, com planilha financeira, levantamento de acervo e patrimônio doado à União pelo Estado para Universidade Federal, a fim de que a instituição possa cobrar emendas federais.

Outros encaminhamentos envolvem a implantação da modalidade de estruturação compartilhada, entrega de cronograma de direcionamento de recursos com emendas parlamentares, e o estabelecimento do prazo de 30 dias para que a Secretaria Estadual da Educação entregue relatório sobre regulação de cursos. (Maisa Medeiros)