Em Dianópolis, Claudia Lelis defende recursos para turismo na região

Por Fátima Miranda
10/09/2019 17h02 - Publicado há 1 mês
Audiência pública debate uso do lago Manuel Alves
Audiência pública debate uso do lago Manuel Alves
Lourenço Bonifácio / HD

A deputada estadual e presidente da Comissão de Energia, Meio Ambiente e Turismo da Assembleia, Cláudia Lélis (PV) realizou em Dianópolis, região Sudeste, audiência pública para debater o uso múltiplo do lago no Distrito Irrigado Manuel Alves. 

A audiência é resultado da aprovação do requerimento do deputado estadual, Ricardo Ayres (PSB) que solicitou o debate sobre o uso do lago, em especial no que tange a acessibilidade à praia pela entrada do referido distrito, o uso  para atividades turísticas, econômicas, a exemplo da prática de pesca esportiva.

O ministro interino do Turismo, Hercy Filho, que participou da audiência, destacou a importância do debate e afirmou que o ministério já trabalha para incluir as Serras Gerais no contexto do turismo global. “É preciso regionalizar o turismo e a integração dos governos federal, estadual e municipal, e o Legislativo, que é fundamental nesse processo. E vamos trabalhar juntos”.

A deputada fez questão de explicar que tem uma grande preocupação com a utilização adequada do lago e que debater o assunto é fundamental para buscar os meios adequados para uso sustentável. “Com recursos e com projeto adequado a exploração turística ou esportiva do lago com certeza será realizada e defendo sempre que precisa ser de forma consciente, sustentável e seguindo as leis ambientais. Tenho certeza que a audiência pública é o início desse projeto”, pontou Cláudia.

Ainda segundo a parlamentar, a ideia é garantir ao cidadão o direito de usufruir dos benefícios gerados pelo lago, preservando toda a abundância de vida existente no reservatório, estimulando a prática esportiva como alternativa de lazer para a população. Precisamos ter muito claro em todas as nossas ações que para ser alcançado o desenvolvimento sustentável depende de planejamento e do reconhecimento de que os recursos naturais são finitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS