Delegado Rérisson apresenta requerimentos para melhoria nas rodovias do Norte do Estado

Por Ascom Dep. Delegado Rérisson
08/08/2019 11h56 - Publicado há 5 meses
Deputado Delegado Rerisson
Deputado Delegado Rerisson
Divulgação / HD

O deputado Delegado Rérisson apresentou na manhã desta quarta-feira, 08, em sessão da Assembleia Legislativa, dois requerimentos para investimento em melhorias das estradas da região Norte. A intenção, segundo o parlamentar, é ampliar a capacidade de escoar a produção dos municípios das regiões Norte e o Bico do Papagaio.

Um dos requerimentos solicita que o governo do Estado retome as obras de asfaltamento na Rodovia TO-010, que liga o município de Araguatins e Ananás. Os serviços no trecho compreendido entre as duas cidades demandam recursos da ordem de R$ 71 milhões, correspondendo ao asfaltamento de 81 quilômetros de rodovia.

“Com esta obra, além das duas cidades, também serão beneficiados os povoados de Taquarizinho, Vila Nova, Esperança Viva, Natal e Ronca e ainda os projetos de assentamento rural, produtores rurais e pecuaristas”, comentou o deputado delegado Rérisson.

A outra obra de infraestrutura de estradas demandada pelo deputado também diz respeito a TO 010, no trecho que liga o município de Ananás a Wanderlândia, passando pelo município de Riachinho. Entre os benefícios desta obra, o parlamentar destaca maior segurança no trânsito, evitando a ocorrências de acidentes, decorrentes da falta de manutenção da via.

“O recapeamento asfáltico desta rodovia também irá permitir melhores condições para que os produtores da região transportem suas mercadorias, contribuindo para o aquecimento da economia local”, avaliou Delegado Rérisson.

Maria da Penha

O deputado Delegado Rérisson apresentou também um requerimento pedindo que o governo estude a possibilidade de oferecer incentivo fiscal às empresas que reservarem um percentual de seus postos de trabalho, para serem ocupados por mulheres vítimas de violência doméstica.

Segundo o deputado, é comum que muitas mulheres, após denunciarem seus companheiros por agressão física e psicológica e pedirem proteção do Estado, retornarem ao convívio e, ainda mais grave, retirarem a queixa apresentada contra seus agressores, por não terem condições financeiras de se manter.

“A observação nos leva a crer que o número de mulheres vítimas de violência doméstica aumentou nos últimos anos, sendo imperativa a interferência do Estado para resolver este problema”, ponderou o delegado Rérisson, acrescentando o acolhimento dessas mulheres no mercado de trabalho pode ser uma saída para o problema. “Além de resolver a questão financeira também ajuda as vítimas a resgatarem sua auto-estima, tornando-se pessoas independentes e produtivas”, concluiu.

O requerimento do parlamentar foi apresentado na data em que a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06) fez 13 anos e tem como objetivo marcar a data. Ao apresentar a propositura, o parlamentar lembrou que a Legislação é um importante instrumento de enfrentamento a este tipo de crime contra a mulher.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS