Prof. Júnior Geo cobra esclarecimentos sobre denúncias relacionadas ao HGP

Por Guilherme Paganotto
16/03/2021 16h22 - Publicado há 1 mês
Deputado questiona o executivo tocantinense sobre as denúncias de irregularidades que tem recebido.
Deputado questiona o executivo tocantinense sobre as denúncias de irregularidades que tem recebido.
Divulgação/Aleto / HD

Preocupado com a situação em que encontra a saúde do estado, em especial da capital, o deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (Aleto) nesta terça-feira, 16, para questionar o executivo tocantinense sobre as denúncias de irregularidades que tem recebido em seu gabinete com relação ao combate da pandemia.

De acordo com o parlamentar, chegam relatos do Hospital Geral de Palmas (HGP), maior do estado, em que denúncias afirmam que pessoas não positivadas para a Covid-19 estão sendo internadas ao lado de portadores da doença. “Temos informações da existência de óbito de paciente fruto da contaminação pelo vírus ocorrida dentro do hospital. É uma situação preocupante porque o falecimento de um ente querido dessa forma afeta a todos na família”, relatou. 

Ele alertou também a respeito dos servidores do grupo de risco que trabalham em home office que supostamente não estão recebendo os seus salários ou até mesmo sendo exonerados, incluindo médicos e demais profissionais da área. “A preocupação que tenho em relação à situação da saúde pública do estado é grande. Peço que a Secretaria da Saúde seja mais transparente e eficiente tanto em Palmas quanto nos municípios do interior do estado”, disse.

Requerimentos

Geo tem acompanhado com atenção a atuação do governo tocantinense no combate à pandemia. Na semana passada, ele já havia apresentado dois requerimentos solicitando informações sobre a suposta falta de pagamento dos salários dos servidores e a internação de pacientes contaminados com Covid-19 ao lado de pacientes sem a doença no HGP. 

O parlamentar vem defendendo medidas urgentes como a testagem em massa, o rastreamento e isolamento das pessoas infectadas, além de uma ampla campanha de vacinação da população. “Precisamos da máxima eficiência na gestão por parte do governo do estado e pelas prefeituras dos nossos municípios, pois o intuito é preservar vidas”, destaca Geo. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS